10 de julho de 2019

Quais são os fatores de risco para desenvolver dor no pescoço?

Devido à tendência da dor no pescoço se tornar um problema crônico, é importante identificar fatores de risco que possam encorajar a prevenção e o diagnóstico precoce.
A dor no pescoço afeta em torno de 15% da população geral dos Estados Unidos e ocupa o 4º lugar em incapacidade global. Devido à tendência da dor no pescoço se tornar um problema crônico, é importante identificar fatores de risco que possam encorajar a prevenção e o diagnóstico precoce.

O estudo realizado por Kim R et al 2018, identificou que os fatores de risco associados ao primeiro episódio de dor no pescoço estavam relacionadas às características psicossociais (alta demanda de trabalho, humor deprimido, conflito de papéis e percepção de tensão muscular), e não às características físicas (trabalho em posturas inadequadas / sustentadas).

O presente estudo revela que a maioria desses fatores de risco é considerada modificável, sugerindo que os programas de rastreamento, disponibilidade de serviços e educação, podem ser úteis na redução da ocorrência da dor no pescoço. 

Em  2017(JOSPT) foi publicado um estudo mostrando os tratamentos mais eficazes para dor no pescoço/ cervical. A reabilitação deve seguir as seguintes orientações, levando em consideração cada tipo específico de disfunção:

Dor e limitações no movimento: Manipulação torácica, fortalecimento de cintura escapular e coluna cervical, exercícios para melhorar amplitude de movimento.

Dor persistente: Abordagem mais complexa, além das manobras de terapia manual e exercícios, educação em dor.

Dor Cervical após acidente (Whiplash): Retorno gradual as atividades do dia a dia, mobilização articular e exercícios de acordo com a tolerância do paciente, educação em dor.

Dor de cabeça de origem cervical: Exercícios de mobilidade cervival, terapia manual e fortalecimento de músculos específicos.

Dor cervical com irradiação para os braços: Tração, alongamento, terapia manual e fortalecimento de músculos específicos.

Se você tem dor no pescoço/cervical nossa equipe pode te ajudar! Somos especialistas na área ortopédica! Realizamos todos os tratamentos recomendados pela ciência!

Texto: Frederico Quinteiro, Fisioterapeuta (Crefito15 114375) e Raysa Vieira Lima, Fisioterapeuta (Crefito 132239)

Link do estudo: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29197234 

Agende uma avaliação! 
Tel: (27) 3325-1451 / 33157807
Tel: (27) 98849-5607 / 98849-5610