30 de outubro de 2019

Dor lombar crônica não específica: Exercício resistido x Exercício Aeróbico

o exercício é comparável a outros tratamentos conservadores para melhorar a intensidade da dor e a incapacidade
A dor lombar (lombalgia) causa mais incapacidade global do que qualquer outra condição, com uma prevalência global padronizada por idade de 9,4%.
Indivíduos com lombalgia têm 2,5 vezes mais chances de relatar dor severa e sofrimento psicológico em comparação com a população normal, o que impactaria negativamente a qualidade de vida.
Em casos de dor lombar crônica não específica (sem patologia ou diagnóstico específico), o exercício é comparável a outros tratamentos conservadores para melhorar a intensidade da dor e a incapacidade. Embora o exercício de resistência e o aeróbico sejam as modalidades mais utilizadas, não está claro qual deles teriam superioridade.
Para isso, este estudo publicado na Journal of Back and Musculoskeletal Rehabilitation em 2018, comparou o treinamento resistido progressivo com o treinamento aeróbio progressivo para dor, incapacidade e qualidade de vida em pessoas com dor lombar crônica não específica.
Os resultados deste estudo concluíram que ambos os treinamentos (resistido versus aeróbico) diminuíram a intensidade da dor, incapacidade e qualidade de vida, sem que nenhum dos modos fosse superior ao outro.
Texto: Frederico Quinteiro, Fisioterapeuta (Crefito15 114375)
Link do estudo: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29889056/